segunda-feira, novembro 19, 2007

Bibliografia sobre o Islã - Parte II da análise do livro de Ali Kamel

Continuando o artigo anterior, que demonstrou um dos erros crassos cometidos por Ali Kamel em seu livro "Sobre o Islã", vou colocar agora uma bibliografia básica e uma lista de sites de referência para as próximas discussões e artigos. Há muitas outras referências interessantes mas, conforme elas forem aparecendo como citações em outros artigos, eu as detalho.


Web Sites

A Guerra do Islã pela Dominação Mundial ; Os Sonhos Imperiais do Islã e A Rendição Perfeita - Artigos do grande historiador Efraim Karsh. Não podia deixá-lo de fora!!! Os artigos são fundamentais!

Jihad Watch - Mostra ao público o papel que a teologia e ideologia da Jihad continua exercendo no mundo moderno. Recomendo o texto Islam 101.

Dhimmi Watch - Mostra ao público o peso de ser um dhimmi (um não-muçulmano "protegido" dentro de países islâmicos). Noticia e demonstra que o status de cidadãos de segunda classe e de humilhação continua ainda hoje para quem não é muçulmano em terras islâmicas.

Dhimmitude e Dhimmi - Site da grande historiadora da dhimmitude clássica e moderna - Bat Ye'or.

Apóstatas do Islã - Site de ex-muçulmanos e seus motivos para deixarem a religião. São pessoas que correm graves riscos, pois o Islã é uma das religiões que possui como lei (um hadith) a pena de morte se uma pessoa que já foi muçulmana deixar de ser.

Coptas - Site dos coptas (uma seita cristão antiquíssima) que é discriminada pesadamente no mundo árabe. Suas demandas são literalmente apenas por direitos iguais que lhes são negados por não serem muçulmanos.

MEMRI - Melhor site para acompanhar os acontecimentos diários do Oriente Médio

Religião da Paz? - Um site pesado mas que mostra a crua realidade da jihad ainda em curso contra o mundo não islâmico.

Vítimas da Jihad - Site que busca a justiça pelas vítimas da Jihad no mundo.

CCEL sobre o Islã - O conceituado site CCEL (Christian Classics Ethereal Library) responde à pergunta: "O Islã é uma religião da paz?". Leia o texto. Já adianto que a resposta é um sonoro e claro não.

Anti-semitismo muçulmano ; Anti-semitismo islâmico ; O tratamento dado a judeus em países árabes e islâmicos - Sites que mostram as origens do fenômeno e sua propagação até os dias de hoje.

Livros

Efraim Karsh - Islamic Imperialism: A History

Efraim Karsh - Empires of the Sand

Bernard Lewis - A Crise do Islã

Bernard Lewis - Semitas e Anti-semitas

Bernard Lewis - O Oriente Médio

Bernard Lewis - O que deu errado no Oriente Médio?

Albert Hourani - Uma História dos Povos Árabes

Albert Hourani - O Pensamento Árabe na Era Liberal

Ibn Warraq - Defending the West: A Critique of Edward Said's Orientalism

Ibn Warraq - Why I Am Not a Muslim

Ibn Warraq - What the Koran Really Says: Language, Text, and Commentary

Robert Spencer - The Politically Incorrect Guide to Islam (and the Crusades)

Robert Spencer, Editor - The Myth of Islamic Tolerance: How Islamic Law Treats Non-Muslims

Robert Spencer - The Truth About Muhammad: Founder of the World's Most Intolerant Religion

Andrew Bostom - The Legacy of Jihad: Islamic Holy War and the Fate of Non-Muslims

Bat Ye'Or - Islam and Dhimmitude: Where Civilizations Collide

Bat Ye'Or - The Decline of Eastern Christianity Under Islam : From Jihad to Dhimmitude - Seventh-Twentieth Century

Bat Ye'Or - Eurabia: The Euro-Arab Axis

Ayaan Hirsi Ali - Infiel: A História de uma mulher que desafiou o Islã

Abraham Foxman - Nunca Mais? A Ameaça do Novo Anti-semitismo

Alex Grobman - Nations United: How the United Nations Undermines Israel and the West

Mark Cohen - Under Crescent and Cross: The Jews in the Middle Ages

Jason Burke - Al Qaeda

Lawrence Wright - O Vulto das Torres

O Corão


1 Comentários:

At 3:50 PM, Anonymous Anônimo disse...

Acredito que vc é bastante bitolado. Recomendo-lhe a obra do historiador Eric Hobsbawm, Globalização, democracia e terrorismo, e vc entenderá que o perigo real não está no risco causado por alguns punhados de fanáticos anônimos, e sim no medo irracional que suas atividades provocam.
O clima de medo que o mundo vive desde os ataques de 11 de setembro, trata-se de um medo irracional. Isso por que a política atual dos Estados Unidos tenta reviver os terrores apocalípticos da Guerra Fria, quando já não lhe é plausível inventar ‘inimigos’ para legitimar a expansão e o emprego do seu poder global.
Repito aqui que os perigos da ‘guerra contra o terror’ não provêm dos homens-bombas mulçumanos.

 

Postar um comentário

Links para este artigo:

Criar um link

<< Home